• Subprocuradoria-Geral de Planejamento Institucional

Geração Atitude 2017

Geração Atitude 2017

Projeto chega à sua quarta edição com a meta de envolver promotores de Justiça e escolas de cada um dos 32 Núcleos Regionais de Educação do Estado


O Geração Atitude, projeto do Ministério Público do Paraná voltado a fomentar a participação política e a promoção da cidadania entre os estudantes paranaenses, desenvolvido em parceria com a Assembleia Legislativa do Paraná e a Secretaria de Estado da Educação, começa em 2017 sua quarta edição. A iniciativa, lançada em 2014, já mobilizou 52.623 jovens das escolas da rede pública do estado, em ações desenvolvidas por 110 promotores de Justiça do MPPR junto às escolas em suas comarcas. No ano passado, o programa foi transformado em política pública estadual, com edição de lei que torna o Geração Atitude atividade obrigatória no ensino médio estadual.

“Os jovens são importantes agentes de transformação da realidade. Daí a importância da formação de uma juventude cidadã, comprometida, solidária e responsável, capaz de contribuir para a construção de uma sociedade verdadeiramente mais humana, melhor e mais justa”, afirma o procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia. “Nesse sentido, o Geração Atitude constitui importante iniciativa, que fomenta o conhecimento dos estudantes sobre seus direitos e deveres, favorece o desenvolvimento da consciência crítica e estimula o protagonismo juvenil, possibilitando o despertar de habilidades, vocações e talentos”, diz o PGJ.

|Geracao AtitudeO coordenador do projeto no MPPR, promotor de Justiça Eduardo Augusto Salomão Cambi, destaca que, para 2017, a meta do MPPR é acolher ao menos uma escola em cada um dos 32 Núcleos Regionais de Educação distribuídos pelo Estado. “Vamos buscar mais uma vez a participação dos colegas no projeto. É uma ação institucional que tem uma relação muito forte com a do ofício do promotor de Justiça”, avalia Cambi. O projeto mantém duas iniciativas principais para este ano: o Geração na Escola, que inclui atividades dos promotores de Justiça com os estudantes e professores, como palestras e rodas de conversa; e a Caravana da Cidadania, concurso que seleciona ideias entre os estudantes com a perspectiva de melhorar o Paraná. “Estamos confiantes na adesão dos colegas ao Geração Atitude para mais uma edição do programa. É uma ação que parece simples, mas que traz um retorno significativo para os estudantes e para os agentes da instituição que abraçam a causa”, afirma.

O Geração Atitude é realizado pelo MPPR, Alep e Seed, com apoio do Tribunal de Justiça do Paraná e da Assessoria Especial da Juventude do Governo do Estado.

Quer conhecer melhor o Geração Atitude? Acesse a página do projeto e o vídeo de divulgação.


Promotor de Justiça, quer aderir ao Geração Atitude em sua comarca? Acesse as orientações do projeto e o ofício circular 01/2017 com a lista das escolas participantes.


A seguir, alguns depoimentos de promotores e procuradores de Justiça que desenvolveram atividades ligadas ao Geração Atitude em 2016. Participe você também!

Geracao Atitude
“O Geração Atitude é revolucionário, pois quebra a barreira e diminui a distância do Estado com o cidadão, num ambiente onde o diálogo é facilitado pela espontaneidade. A experiência permitiu uma troca muito grande, despertando a curiosidade dos alunos para o papel do Ministério Público em sociedade e, acredito, possibilitou-lhes reforçar suas potencialidades, fazendo-os compreender tanto a importância da cidadania fiscalizadora da coisa pública, quanto a possibilidade deles evoluírem como cidadãos. Como é uma ação voltada para reforçar o conteúdo educacional, é fundamental para diminuir os níveis de corrupção no trato da coisa pública.”
Rodrigo Regnier Chemin Guimarães, procurador de Justiça

“A participação no projeto Geração Atitude foi muito importante para falar aos estudantes da Comarca sobre corrupção, visando apoio à formação cidadã destes, promovendo assim a cidadania, a participação social e o protagonismo juvenil. Por meio de palestras discutiu-se sobre pleito eleitoral, bem como a importância dos jovens na correta e consciente escolha de seus representantes. Como resultado, verificou-se o interesse dos estudantes em tornarem-se agentes transformadores da realidade social em que vivem.” Dalva Marin Medeiros, promotora de Justiça
Geracao Atitude

Atuar do projeto Geração Atitude foi uma oportunidade ímpar para possibilitar aos adolescentes o exercício efetivo da cidadania e, consequentemente, demonstrar a força da vontade popular na dinâmica de transformação da sociedade e construção da conscientização política.” José de Oliveira Junior, promotor de Justiça


“O projeto Geração Atitude foi de grande valia para minha experiência profissional. Quando investimos tempo e atenção às crianças e adolescentes preparamos solo fértil para as mudanças sociais e políticas que almejamos. A oportunidade de explicar e debater temas como democracia e voto é enriquecedora e coloca o Ministério Público como protagonista na edificação da consciência política da juventude.” Bruno Fernandes Ferreira, promotor de Justiça

Geracao Atitude

“O Geração Atitude nos faz perceber que podemos mudar, progressivamente, a vida, a formação cultural e o espírito crítico do público juvenil. Mais do que submeter os jovens a um projeto, devemos inseri-los efetivamente na sociedade.” Douglas Dellazari, promotor substituto


“Trabalhar no projeto Geração Atitude me fez acreditar na possibilidade de construir um Brasil melhor para as próximas gerações. A exposição de ideias relacionadas à cidadania e à política, fez com que os alunos tivessem uma melhor percepção do cenário atual do país, levando-os a refletir sobre temas que afligem a sociedade moderna. Além de tudo isso, o projeto se mostrou em importante via de acesso para se expor o trabalho desempenhado pelo Ministério Público junto à comunidade.” Carlos Henrique Soares Monteiro, promotor de Justiça

Geracao Atitude“Embora tenha sido bastante desafiador e deveras desgastante, foi muito gratificante participar do Projeto Geração Atitude. Poder contribuir, de algum modo, para a ampliação de conhecimentos e a formação cidadã dos alunos, bem como para o dialético debate, inclusive com a saudável contraposição de ideias, em busca da verdade real e do bem comum, foi, mais do que uma agradável experiência funcional, uma verdadeira honra que esta recente carreira de promotor de Justiça me propiciou.” Gladyson Sadao Ishioka, promotor de Justiça

“O projeto oferece a oportunidade de conversar diretamente com jovens e adolescentes, iniciando neles o gosto pela política de boa qualidade, orientando-os de que o povo é o verdadeiro detentor do poder. Penso que isso é o mais o importante no Geração Atitude.” Mateus Ávila Andrade de Azevedo, promotor de Justiça

Geração Atitude“Minha adesão ao Geração Atitude foi extremamente proveitosa. O contato com os estudantes e educadores em sala de aula, debatendo questões tão sensíveis, tais como cidadania, direitos políticos, moralidade administrativa, noções de ciência política, voto consciente, é uma experiência única. Em 2017, pelo terceiro ano consecutivo, minha intenção é continuar desenvolvendo as ações dentro do programa.” Nielson Noberto de Azerêdo, promotor de Justiça

“Participar do projeto Geração Atitude foi uma excelente experiência. Conversar com os estudantes permitiu ouvir suas opiniões e críticas ao Ministério Público, propiciando momentos de reflexão e de esclarecimento sobre nosso papel institucional. A conversa também foi muito produtiva para prestar contas à sociedade sobre a minha atuação na Comarca.” Rafael de Sampaio Cavichioli, promotor de Justiça

“Para além do auxílio na formação cidadã de estudantes paranaenses, o engajamento no projeto Geração Atitude me proporcionou um sentimento inexorável de satisfação pessoal e alegria sincera.” Roger Galino, promotor de Justiça
Geracao Atitude

“Participar da Geração Atitude foi uma oportunidade para aproximar o Ministério Público da sociedade, em especial dos adolescentes e jovens, visando formar uma geração que tome atitude contra a corrupção e a favor dos direitos e garantias fundamentais.” Tales Alves Paranahiba, promotor de Justiça


“O projeto Geração Atitude possibilitou-me conhecer melhor a realidade dos adolescentes de nossa comarca, tendo contato com eles em um ambiente que lhes é familiar, qual seja, a escola. Isso os deixou à vontade para apresentarem suas preocupações e questionamentos, tanto sobre nossa atuação, como em relação as suas demandas diárias.
Wilson Dornelas Rodrigues Filho, promotor de Justiça


Rodape
Recomendar esta página via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem